Categorias
Como fazer um TCC Referencial Teórico

Como fazer TCC rápido – 9 técnicas para escrever um TCC muito rápido!

Me diz uma coisa… Seu prazo já está acabando e agora você precisa escrever o TCC de forma muito mais rápida, não é?

Confessa para mim! Você já está pensando até em desistir… Eu sei, eu já passei por isso!

Mas olha só… se você quiser sair da página agora, leva só uma dica: seja qual for a situação, não desista!

Acredite, é melhor você tentar terminar e não conseguir, do que parar agora!

Por que se deixar para depois, você vai acabar parando de produzir, e depois vai ser muito mais difícil recomeçar.

Não caia nessa armadilha!

Eu sou o Professor André Fontenelle e nesse artigo eu vou te dar 8 técnicas… Para você aplicar imediatamente e acelerar o referencial teórico do seu TCC.

Eu resolvi fazer esse artigo depois que a Aline, que é uma das participantes lá do Grupo 5 Estrelas me pediu dicas para escrever mais rápido!

Se ela, que tem o suporte que nós temos lá no Grupo 5 Estrelas, tem essa dificuldade… Com certeza é muito provável que você aí, que está praticamente só, também esteja sofrendo com o prazo apertado!

Eu conversei bastante com a Aline e tenho certeza que ela não vai desistir e vai conseguir escrever seu TCC com muita velocidade.

Aline, eu estou torcendo por você!

E você, quer saber mais sobre o grupo 5 Estrelas?

Então clica no link que eu deixei lá na descrição e aproveita para fazer sua inscrição!

Técnica n. 1 – Crie um plano!

A primeira técnica tem a ver com o planejamento da sua pesquisa.

Eu sempre insisto com o pessoal lá do Grupo 5 Estrelas que todo mundo precisa ter uma matriz de TCC.

A matriz, nada mais é que um mini-projeto de pesquisa.

Basicamente, você precisa definir o seus objetivos, hipóteses e metodologia.

Isso é muito importante, por que com essas informações, você consegue definir as etapas do trabalho.

A ideia é que cada um dos três objetivos específicos se transforme, depois, num dos capítulos do seu TCC.

Além disso, quando você tem uma hipótese, você direciona a pesquisa, pois todo o seu trabalho se resume a descobrir se essa hipótese será confirmada ou refutada.

E a metodologia científica, nem se fala, por que ela mostra quais serão os procedimentos da sua pesquisa.

Desse modo, tanto os objetivos, como as hipóteses e a metodologia tem um papel bem simples e importante: impedir que você se perca quando estiver escrevendo.

Mas você só vai conseguir fazer uma boa matriz se tiver um bom tema.

Por isso, eu criei um ebook que te mostra como criar um tema perfeito em apenas 4 passos.

Vou deixar o link na descrição para você baixar. Aproveita enquanto ainda é GRÁTIS!

Técnica n. 2 – Estabeleça metas

Não tem jeito… o nosso cérebro só funciona bem quando nós criamos bons hábitos!

Quer dizer, o cérebro é uma máquina de economia de energia, em busca da sobrevivência da espécie…

Então, ele não gosta de tomar decisões o tempo todo! Ele só quer achar os atalhos para fugir da dor e ir em direção ao prazer…

E o principal mecanismo para que nossa mente usa para isso é a criação de hábitos!

O cérebro automatiza as atividades para que elas sejam feitas sem ele ter que pensar e tomar decisões…

Só para você ter certeza disso, tenta se lembrar do momento em que você escovou os dentes ontem… da hora em que você fechou a porta quando saiu de casa… de quantas colheres de comida tinha o seu prato no almoço de domingo!

Provavelmente você não vai se lembrar, por que essas decisões não foram pensadas, elas já foram automatizadas pelo cérebro.

Então, o que você precisa fazer é treinar o seu cérebro, para que ele crie o hábito de fazer TCC e parece de te sabotar quando você começar a escrever!

Mas como é que se faz isso?

Técnica para fazer TCC rápido

É simples. Crie metas! Mas não qualquer meta…

O ideal é que você estabeleça metas pequenas, mas com muita regularidade.

Por exemplo, escrever quatro parágrafos por dia, todo dia, é uma meta muito melhor do que escrever três capítulos em um mês.

Isso por que se você tiver uma meta muito grande, o seu cérebro vai processar um grande desafio e vai enxergar um enorme custo de energia, então ele vai tentar te desviar do foco… aí vem a procrastinação!

Mas se tiver uma meta pequena, você tem uma chance maior de se concentrar no objetivo.

E se você escrever quatro parágrafos todos os dias, eu garanto que você escreve um artigo científico em bem menos tempo que um mês!

Quer testar? Pense aí na comida que você mais gosta…

Faça o teste!

Agora me diga: você acha mais fácil fazer a promessa de ficar sem comer essa comida por um ano, ou por um dia?

É claro que você consegue ficar um dia sem comer a sua comida preferida! Mas a grande mágica, é que amanhã você pode renovar a promessa! E depois de amanhã, e depois, e depois…

De repente, você cria o hábito de não comer aquela comida e aí você pode até conseguir ficar um ano ou até o resto da vida sem comer aquela comida.

Então, é exatamente isso que você precisa fazer. Avançar sempre! Um pouquinho de cada vez, mas todos os dias!

Na minha opinião, esse é o principal segredo para fazer um TCC sem sofrimento!

Técnica n. 3 – Gere um compromisso

Mas é fato que para criar um hábito, você precisa fazer um bom exercício de disciplina nos primeiros dias.

A cada dia que se passar, vai ficar mais fácil. Eu garanto!

Como é que você acha que eu consigo manter três empregos e ainda fazer um vídeo toda semana?

Então já fique logo sabendo que o seu cérebro vai te sabotar. Por isso, uma técnica boa é evitar criar um compromisso!

A ideia é simples: Você precisa mostrar ao seu cérebro que a principal dor não vai ser escrever pôs quatro parágrafos daquele dia, mas não atingir essa meta!

E como é que você faz isso?

É simples, ameace o seu cérebro, dizendo que ele vai passar uma grande vergonha se o dia terminar e os seus quatro parágrafos não estiverem escritos!

Portanto, você vai definir um horário para fazer o seu TCC. Eu recomendo que seja no máximo duas horas por dia!

E você vai contar para todo mundo que na hora tal você vai parar tudo o que estiver fazendo!

E aí você vai sentar em frente ao computador e escrever quatro parágrafos…

Aí você vai passar a ter um compromisso, uma torcida e, provavelmente, cobradores!

E, nesse caso, nem você, nem seu cérebro vão querer falhar… pois a dor da vergonha de não cumprir uma meta tão pequena será maior do que o trabalho de escrever!

Técnica n. 4 – Faça um roteiro

Outra técnica fundamental é criar um roteiro!

Eu não sei se você notou, mas todos os meus vídeos seguem mais ou menos um mesmo roteiro… Isso me ajuda demais!

Tendo um roteiro acaba aquela estória de não saber o que escrever, de se sentir sem criatividade, sem inspiração!

Você não precisa de nada disso! Você precisa saber é qual é o começo, o meio e o fim de cada capítulo… e ponto final!

Então pegue cada um dos seus objetivos, veja quais são os assuntos de cada um e crie tópicos!

Parta das ideias mais básicas, como conceitos, classificações, histórico e características…

E termine com ideias mais complexas, tais como causas e consequências, problemas, relações com outras coisas, etc.

Fazendo isso, vai fica ridiculamente fácil redigir um TCC.

Você vai ter uma espécie de checklist, que vai evitar que você não saiba exatamente o que deve escrever em cada um dos seus parágrafos!

Técnica n. 5 – Pesquisa Bibliográfica / Revisão de Bibliografia

A sétima técnica é óbvia, mas a maioria das pessoas não aplica!

Eu não sei se você gosta de cozinhar… mas pensa aí comigo: qual é a primeira coisa que se deve fazer na maioria das receitas?

Acender o fogo da panela ou separar os ingredientes?

É lógico que, pelo menos na maioria dos casos, você primeiro separa os ingredientes… e só depois que eles estão ali prontinhos é que você acende o fogo e começa a aplicar a receita!

Por isso, eu não entendo por que as pessoas querem começar a escrever antes de ler textos sobre o assunto do TCC!

Lembre que o TCC é uma pesquisa, então, comece pesquisando! O texto que você irá escrever é apenas um relato do que você encontrar na pesquisa.

Logo, não dá para escrever sem antes ter lido algo sobre o assunto!

Você pode ler sobre o assunto do capítulo inteiro do seu TCC e depois escrever.

Mas, se você tiver um roteiro, você pode ler apenas sobre um dos tópicos e depois escrever o texto! Essa, para mim, é a melhor técnica!

Técnica n. 6 – Corte as possíveis distrações para ter 100% de foco

Uma coisa que atrapalha muito as pessoas é o excesso de informação.

É muito comum que a pessoa se sente em frente ao computador para escrever e coloque ao lado livros, revistas e outros textos.

Esse pode ser um pecado mortal! Não crie oportunidades para o seu cérebro desviar sua atenção!

Se você ainda não terminou de pesquisar, não escreva!

Mas se você já terminou de ler todos esses textos que pesquisou, comece o trabalho de redação, copiando e colando as citações para o word.

Depois, guarde todos os livros, papéis, canetas ou qualquer coisa que possa te distrair. Celular e tablet, nem pensar!

Quando eu vou escrever, procuro deixar apenas o teclado e o mouse sobre a mesa… assim, não tem a menor chance de alguma coisa tirar o meu foco!

Eu fico totalmente concentrado em escrever a quantidade de parágrafos planejada e quase sempre faço mais que o previsto, em menos tempo.

Mas isso não acontece por talento ou por dom, mas principalmente por causa dessas técnicas e por meses treino.

Nesse sentido, você pode observar que fazer um TCC nada mais é que realizar uma série de atividades repetitivas, de forma regular e objetiva.

Referencial teórico

Portanto, o processo tem etapas bem definidas:

1 – Primeiro, separe os textos;

2 – Depois, leia os textos;

3 – Durante a leitura, grife as partes mais importantes;

4 – Quando terminar de ler, copie as partes grifadas e cole no seu editor de textos, como citações;

5 – Guarde os papéis e esconda todas as coisas que puderem te atrapalhar;

6 – Por fim, sente-se só você e o computador e escreva uma quantidade determinada de parágrafos sobre aquelas citações.

Quando terminar, repita o processo, até acabar o seu referencial teórico.

Técnica n. 7 – Faça parágrafos pequenos

Porém, uma técnica que realmente faz diferença é escrever parágrafos pequenos.

Um parágrafo de TCC, na minha opinião, não deve passar de quatro linhas.

O ideal é que um parágrafo tenha três frases, cada uma com no máximo vinte palavras.

Eu não vou entrar muito em detalhes sobre isso, até por que eu já fiz um artigo só sobre como escrever parágrafos para o seu TCC.

No entanto, eu só expliquei que os parágrafos pequenos ajudam na avaliação do trabalho. Na verdade, eles ajudam muito mais na escrita!

Quando você tem uma meta de escrever, por exemplo, quatro parágrafos por dia, mas percebe que em poucos minutos já fez um ou dois…

O seu cérebro sente a sensação de prazer, de realização! Aí, doutora… você começa a sair da zona de sofrimento para a zona da motivação!

A sensação do dever cumprido e a realização de ver o texto se concretizando são maravilhosas!

Elas vão fazer com que sua criatividade seja liberada e aí as coisas vão fluir cada vez melhor!

É impressionante como conseguir fazer o básico, bem feito, acaba te impulsionando a subir de nível! A querer fazer mais e melhor!

Por isso, não queira inventar a roda, não use palavras difíceis e não escreva parágrafos grandes. Escreva o óbvio acerca das evidências e isso tornará você genial!

Pera aí! Você já notou que em absolutamente todos os meus artigos, inclusive esse, é exatamente isso que eu tento fazer?

Talvez seja por isso que você esteja aqui. Você quer a informação completa, mas mostrada de forma simples, não é?

Então, por favor, me ajuda! Compartilha esse post nas suas redes sociais para que essa mensagem chegue a mais pessoas!

Técnica n. 8 – Priorize clareza e ganhe qualidade

Por fim, a última técnica é simplesmente não se preocupar com a qualidade do texto.

Calma! Eu não quero que o seu trabalho fique ruim… nada disso!

Mas é fato que quando as pessoas ficam preocupadas com a qualidade do texto, elas acabam travadas e não conseguem avançar!

A preocupação com a qualidade é como uma areia movediça!

Ela é ca paz de te prender a uma frase que você não gostou, por um dia inteiro…

Pois você acaba não escrevendo mais nada enquanto essa frase não ficar perfeita… Só que não existe nada perfeito, você entende?

Pense o seguinte: é melhor ter um texto ruim, do que não ter texto nenhum! Você não concorda?

Parágrafo de TCC

Então não escreva pensando na qualidade, preocupe-se com três coisas:

1 – Quantidade;

2 – Clareza;

3 – Coesão.

Quando estiver escrevendo, não conte as palavras, nem as linhas e não se preocupe com a qualidade do texto. Apenas escreva e avance!

Procure apenas dar clareza aos parágrafos!

Quer dizer, coloque apenas uma ideia em cada parágrafo e sustente essa ideia. Escreva o que você entende sobre as citações que coletou. Depois, passe para outro parágrafo.

Mas procure usar palavras conectivas, que liguem um parágrafo no outro.

Essas palavras e termos conectivos são as expressões: desse modo, então, por isso, no entanto, porém, primeiramente, etc.

Elas ligam um parágrafo com o outro e isso faz com que o texto fique coerente.

Seguindo essa técnica, a qualidade vai aparecer naturalmente!

Mas é claro que depois que atingir a sua meta de parágrafos do dia… Você poderá ler o que escreveu e melhorar o que quiser.

Conclusão

Pronto! Eu tenho certeza que agora o seu desenvolvimento de TCC vai sair da estagnação.

Pelo amor de Deus, não deixa de aplicar o que eu te passei hoje aqui!

Se você fizer pelo menos algumas dessas coisas, com certeza a sua produtividade vai aumentar e o seu TCC vai sair antes do prazo.

E você? Está em que parte do trabalho? Você está conseguindo escrever com a velocidade que desejaria? Já tentou aplicar alguma dessas técnicas?

Me conta aqui embaixo nos comentários!

E aproveita para deixar aí umas palavras de incentivo para a Aline se motivar ainda mais a avançar com o TCC dela!

Um abraço e até o próximo artigo!

Veja no Youtube: https://youtu.be/Q6tOBzxEvRI

Categorias
Como fazer um TCC normas abnt

As 9 Normas ABNT que você precisa conhecer sobre como fazer TCC

Você está fazendo um TCC, mas nunca viu uma das normas ABNT de perto, confere?

Eu aposto que sim!

As normas ABNT representam um grande mistério para muito gente e isso só ajuda a fortalecer o mito de que fazer um TCC seria difícil.

Mas a verdade é que a formatação não passa de um conjunto de regrinhas bobas que você pode pegar facilmente.

Eu tenho notado que os alunos do TCC Prático – Método de 9 Passos nem perguntam muito lá no nosso grupo secreto sobre formatação. E é por que o treinamento nem tem um módulo específico sobre formatação… na verdade, eu já entrego o modelo pronto de TCC e você só precisa adaptar.

Essa fórmula tem dado certo e, graças à Deus, até agora temo 100% de aprovação!

Mas.voltando às normas ABNT, eu posso te dizer que o segredo é fazer uma coisa de cada vez, por que se você olhar para “o todo”, vai parecer que é muita coisa.

Então eu resolvi quebrar um pouco a rotina e fazer esse artigo, em que eu vou te explicar:

1 – O que é ABNT;

2 – As três coisas importantes sobre as normas ABNT;

3 – Para quê servem cada uma das nove normas ABNT.

Mas olha, eu já vou te adiantando que as normas ABNT juntas representam uma grande quantidade de informação, distribuídas em dezenas de páginas.

Eu levei anos para dominar o conteúdo de todas elas e sei que não vale a pena você parar de avançar com o seu TCC para se especializar nas normas ABNT. Por isso, eu repito: As Normas ABNT não são para estudo, são para consulta! Use para formatar uma coisa de cada vez!

O que é ABNT?

A ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas é uma entidade privada.

Quer dizer, ela não tem nenhuma ligação com o governo, nem com o Ministério da Educação… é uma associação.

Ela tem, como objeto principal, desenvolver trabalhos de normalização técnica.

Assim, a ABNT organiza comissões de especialistas em muitas áreas para estabelecer os procedimentos, as medidas e os formatos padrão de diversas coisas.

Essa padronização é feita por meio de normas que a ABNT chama de NBR’s, sigla que significa Norma Brasileira.

Existe NBR para inúmeros tipos de coisas… os trabalhos científicos são apenas uma pequena parte das coisas normalizadas pela ABNT.

E a ABNT gera suas receitas justamente vendendo exemplares impressos e eletrônicos dessas normas, bem como pela oferta de cursos sobre essas NBR’s.

Essas características dizem muito sobre as normas ABNT e os mitos que rodam o TCC.

Eu posso destacar pelo menos três coisas importantes que você tem que saber… Então vamos falar agora dessas três coisas importantes sobre as normas ABNT.

Normas ABNT

Primeiro, as normas ABNT realmente são importantes… Por que elas são feitas por especialistas e visam criar, de forma neutra, um formato padrão para os trabalhos científicos.

Mas nós não podemos esquecer que o dinheiro que a ABNT ganha é com a venda dessas normas e com cursos sobre elas.

Então, a segunda coisa importante é que a ABNT não tem interesse nenhum em tornar essas normas simples, objetivas e práticas…

É por isso que não existe uma norma só, mas várias delas.

E também é por esse motivo que essas normas não são lá muito didáticas.

E a terceira coisa importante é que a padronização da ABNT não é única e nem é obrigatória.

Quer dizer, existem outros sistemas de padronização do formato de trabalhos científicos, embora o da ABNT seja de longe o mais usado no Brasil.

Além disso, como a ABNT é uma associação privada, não existe lei nenhuma que obrigue as faculdades a usar suas normas.

Portanto, as normas ABNT são apenas uma referência… Cada faculdade tem o poder de estabelecer as regras de formatação que quiser!

Então, é muito comum que as próprias faculdades criem seus próprios manuais de formatação e muitas fornecem até modelos prontos.

A ideia é cortar custos e simplificar um pouco as normas, mas no fundo, no fundo, o que as faculdades fazem mesmo é replicar as normas ABNT.

Por isso, não tem jeito, você tem que saber pelo menos quais são as normas ABNT para poder consultá-las quando tiver alguma dúvida.

Normas ABNT em formato PDF

Clique nos links abaixo e veja cada uma das normas:

NBR 14724 – Formatação básica de TCC
NBR 6022 – Regras específicas de Formatação para Artigos Científicos
NBR 10719 – Formatação de relatório de pesquisa
NBR 15437 – Formatação de Pôsteres para Apresentação de TCC
NBR 6027 – Formatação de Sumário
NBR 6024 – Formatação de Títulos, capítulos, seções
NBR 10520 – Formatação de citações diretas e indiretas
NBR 6028 – Formatação de Resumo de TCC
NBR 6023 – Formatação de Referências Bibliográficas

Aproveite e baixe também o meu ebook gratuito sobre “Como montar Temas para TCC”. Essa é a primeira providência de qualquer pessoa que ralmente quer fazer um TCC bem feito e sem sofrimento!

ebook temas para TCC.pdf
Baixe o ebook “Fórmula do Tema de TCC Perfeito em 4 passos”

NBR 14724:2011

A primeira, e mais importante norma da ABNT, na minha opinião, é a NBR 14724, que está valendo desde dezessete de abril de dois mil e onze.

Essa norma determina como deve ser a formatação de qualquer trabalho acadêmico, especialmente as monografias, teses e dissertações.

Ela determina como é a estrutura de um TCC, informando quais são os seus elementos.

Além disso, essa norma explica como devem ser feitas as principais partes do de um TCC.

Para mim, ela é leitura obrigatória!

NBR 6022:2018

Porém, se o seu TCC é um artigo científico, você vai precisar, também, da NBR 6022, que entrou em vigor em dezesseis de maio de dois mil e dezoito.

Essa norma estabelece as regras específicas de formatação de artigos científicos voltados à publicação em revistas e periódicos.

NBR 10719:2015

Uma outra norma ABNT que eu posso apresentar para você é a NBR 10719, que entrou em vigor em vinte e cinco de junho de dois mil e quinze.

Ela estabelece as regras para o relatório de pesquisa, que é um tipo de TCC um pouco diferente das monografias.

Essa norma, basicamente, repete os principais conceitos da NBR 14724 e acrescenta outros detalhes.

Mas o relatório de pesquisa não é um tipo de TCC comum, então provavelmente você não precisará usar essa norma.

NBR 15437:2006

Também existe a NBR 15437, que entrou em vigor no dia seis de dezembro de dois mil e seis.

Essa norma determina como devem ser feitos os pôsteres de apresentação de trabalhos acadêmicos.

Você já deve ter visto esse tipo de apresentação… tem faculdades que não pedem uma apresentação formal do TCC.

Essas faculdades normalmente fazem eventos, em que os pôsteres ficam expostos num ambiente, abertos para visitação.

Nesse caso, os autores ficam à disposição para apresentar o trabalho para quem estiver na exposição.

É um formato muito interessante, mas infelizmente não é uma estratégia muito comum nas faculdades brasileiras a realização de eventos de pesquisa científica.

NBR 6027:2013

A próxima norma que eu posso destacar para você é a NBR 6027, que está válida desde o dia onze de janeiro de dois mil e treze.

Essa norma estabelece as regras que devem ser seguidas para se fazer um sumário.

Nesse sentido, eu devo advertir que você só vai precisar mesmo dessa norma, se for fazer uma monografia, uma tese ou dissertação.

Isso por que o sumário não aparece nos artigos científicos.

Entretanto, existem outras quatro normas que são aplicáveis a qualquer tipo de TCC.

NBR 6024:2012

Uma delas é a NBR 6024, vigente desde o dia primeiro de março de dois mil e doze.

Essa norma estabelece como é a numeração progressiva das seções de qualquer tipo de TCC.

Quer dizer, ela estabelece como você deve fazer a numeração dos capítulos e sub-capítulos do seu TCC.

É uma norma pequena e simples, mas muito importante.

NBR 10520:2002

A segunda delas é a NBR 10520, que já está e valendo desde vinte e nove de setembro de dois mil e dois.

Essa é a norma que explica como devem ser feitas as citações diretas e indiretas, bem como a citação de citação.

É uma norma já bastante antiga, que tem gerado algumas dúvidas sem respostas.

A boa notícia é que ela está em fase de revisão e, provavelmente, em breve será atualizada pela ABNT, pois em 2019 já começou a funcionar o comitê de revisão dessa norma lá na ABNT.

Mas nem se preocupe, pois, assim que sair uma nova versão, eu vou fazer um vídeo com as principais novidades.

NBR 6028:2003

A terceira dessas normas é a NBR 6028, que está válida desde vinte e nove de dezembro de dois mil e três.

Essa norma traz as regras para se fazer o resumo do TCC.

Como você deve ter notado, ela também é uma norma antiga e também está em revisão.

Então, é muito provável que em breve eu tenha que fazer um vídeo novo também para mostrar suas mudanças.

NBR 6023:2018

E, por fim, temos a NBR 6023, que está valendo desde o dia 14/11/2018.

Essa é a norma que ensina como devem ser feitas as referências bibliográficas de um TCC.

É uma norma extensa, com nada menos que vinte e três páginas.

Pronto!

Agora você conhece as nove principais normas ABNT que podem ser úteis para quem está fazendo um TCC.

Então, por favor, compartilha esse artigo nas suas redes sociais para que outras pessoas também tenham acesso a esse material!

Conclusão

Agora, você já sabe quais são as normas ABNT e como achar as regras de formatação para o seu TCC ficar nota 10!

Mas eu queria saber uma coisa… Você fazia alguma ideia de que existiam tantas normas ABNT assim? O seu orientador te falou alguma coisa sobre elas? Você já tinha visto alguma delas?

E você? Tem alguma dúvida específica sobre formatação? Me conta aí nos comentários e, quem sabe… Se eu consigo fazer um conteúdo só para tirar a sua dúvida?

Me fala aqui abaixo nos comentários! Eu vou ler tudo e quem sabe eu não consigo responder e até te ajudar mais um pouquinho?

Um abraço e até o próximo artigo!

Veja no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=ryRvJ2FRpSU